quarta-feira, 5 de novembro de 2014

TVI- Fenprof quer alterar comissão que vai avaliar compensações

"Professores não reconhecem legitimidade à composição proposta pelo Ministério da Educação, que acusam de pôr em prática uma «manobra dilatória» e de ser «juiz em causa própria»

«A ministra das Finanças nomeia um representante e o ministro da Educação os restantes três, dois dos quais, alegadamente, em representação dos interessados lesados. Estranho conceito, este, de 'representação das partes interessadas' que exclui os lesados, isto é, os professores»

(continuar a ler: TVI)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.