sábado, 11 de outubro de 2014

Público- A história do professor que ficou colocado em 75 escolas depois de ter desistido do concurso





"GRAÇA BARBOSA RIBEIRO

11/10/2014 - 09:23


Fernando (nome fictício) afirma que o seu caso seria cómico se as consequências não fossem tão graves. Dos 3216 horários que o Ministério da Educação atribuiu esta sexta-feira, 75 ficaram para ele, que não vai aceitar qualquer um. Isso significa que, por causa de um erro, mais de 1000 crianças, no mínimo, ficarão pelo menos mais uns dias sem aulas.




Esta sexta-feira, Fernando, professor, ficou colocado simultaneamente em 75 escolas de Portugal Continental. À sua disposição, segundo outras tantas mensagens electrónicas que recebeu da Direcção-Geral da Administração Escolar (DGAE), tinha 53 horários para dar aulas ao 1.º ciclo e 22 como docente de Educação Especial. Uma dupla surpresa: pela fartura de lugares e por não ter direito a qualquer um – desistiu do concurso, a Bolsa de Contratação de Escola (BCE), no dia 16 de Setembro, e insistiu duas vezes com os serviços do Ministério da Educação e Ciência (MEC) para que anulassem todas as suas candidaturas. ( continuar a ler: Público)"

ilustração: Honey bees. Encyclopedie ou Dictionaire Raisonné Des Sciences (Denis Diderot)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.