quarta-feira, 8 de outubro de 2014

FENPROF- Por nada esclarecer, o senhor Ministro demite-se ou demitir-se-á?


"A falta de seriedade dos responsáveis do MEC em todo o processo de colocação de professores conheceu novo episódio quando Nuno Crato, no debate parlamentar, tentando justificar a anulação das colocações dos docentes da BCE1, disse que, em 18 de setembro, naquele mesmo espaço, afirmara “os professores mantêm-se” e não “manter-se-ão”! Justificava, assim, o ministro que pretendera dizer que se manteriam apenas até à colocação de outros.


É inacreditável esta forma de fazer política em que tudo parece valer, até dar o dito por não dito. Na altura, o Ministro afirmara ainda que, depois da nova ordenação, “eventuais duplicações seriam avaliadas caso a caso”. Ou seja, ao admitir duplicações Nuno Crato assumia que não haveria anulação de colocações já realizadas, pelo que jogar agora com as palavras não é politicamente sério.


No debate de hoje, da parte do MEC, foi muito mais o que ficou por dizer do que aquilo que foi esclarecido. Como será feita a compensação de aulas aos alunos que continuam sem professor? Como serão compensados os professores prejudicados pela anulação da BCE1? Que comissão será a que o MEC irá criar para discutir aquelas compensações? À falta de soluções, o MEC parece crer “empurrar para a frente” a resolução dos graves problemas que tem vindo a criar. (continuar a ler- FENPROF)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.