quarta-feira, 29 de outubro de 2014

FENPROF- Denúncia de critérios ilegais em CE e BCE, BCE 13 outubro



"Nota anterior:
Quando em 17 de setembro os Sindicatos de Professores reuniram com a DGAE, foi entregue nesta direção-geral um extenso dossiê contendo erros diversos que, já na altura, tinham sido detetados nos concursos de professores. 

Daí para cá, não só não foram resolvidos aqueles erros, como se somaram muitos outros que transformaram o processo de colocação de docentes num dos problemas mais graves do início do ano letivo 2014/15.
Em reunião realizada na passada quinta-feira, no MEC, os membros da equipa ministerial presentes, designadamente o Secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar, afirmaram não ser aquele o espaço adequado para abordagens técnicas sobre os processos concursais, remetendo para a reunião na DGAE essa abordagem, incluindo aqui a correção de erros detetados, entre muitas outras situações que continuam por resolver.
Nesse sentido, a Plataforma Sindical dos Professores deslocou-se na passada terça-feira dia 28 de outubro, à DGAE, na Av. 24 de Julho, em Lisboa.
Á saída da reunião, Mário Nogueira disse aos jornalistas que a DGAE  tinha assumido dois compromissos: o mecanismo de permuta entre docentes vai ser aplicado e as listas da BCE tornadas públicas. "

"As organizações sindicais aproveitaram a reunião para apresentarem situações ilegais verificadas tanto no âmbito de BCE, como a criação da chamada “BCE especial” ou alguns dos subcritérios adotados, como das chamadas “ofertas de escola”. Houve o compromisso de verificação do sucedido. Da parte da DGAE e, designadamente, da nova Diretora-geral foi referido que, no futuro, os critérios deverão ser muito claros, muito transparentes e muito objetivos, falando mesmo da necessidade de haver “um crivo muito fininho”. Para as organizações sindicais, a solução passa, isso sim, pela existência de um só concurso nacional em que os candidatos sejam ordenados de acordo com a sua graduação profissional." (continuar a ler: FENPROF)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.