sexta-feira, 19 de setembro de 2014

A inconsistência dos menus do SIGRHE




Depois do desaparecimento súbito das cerca de duas mil ofertas em Contratação de Escola ainda não foi publicado qualquer aviso ou nota informativa sobre o sucedido, as coisas no MEC, são assim, sem aviso prévio, sem respeito pelos professores, sem qualquer planeamento, refira-se que existiam professores que estavam prestes a submeter candidaturas outros encontravam-se a consultar ofertas...  mas se o Diretor Geral da DGAE se demitiu devido aos efeitos duma implosão matematicamente impossível onde se pretendia fazer crer que 50% afinal não era 50%, porque razão continua a demissão de responsabilidade e respeito pelos milhares de professores que usam tal plataforma?

Será necessário criar uma PACC para a DGAE e para o MEC, começando pelo topo?

Para além destes aspetos, existe um claro desnorte, do qual o menu lateral esquerdo da plataforma é um reflexo, este simples menu tem causado uma confusão tremenda aos responsáveis do mesmo e por arrasto a alguns professores menos experientes nestas andanças, senão vejamos:

- Aquando do aparecimento do preenchimento das habilitações para consultar as ofertas em Contratação de Escola o menu denominava-se: "pedido de horários", mas porquê? não são os professores contratados (candidatos) que pedem os horários.



- O nome do submenu foi entretanto mudado para "Horários/Contratação", ora tal denominação é vaga e gera confusão, mas porque não se há-de denominar aquilo que é, aquilo que está legislado?

- Que é precisamente Contratação de Escola.

- É que na verdade os horários para contratação são provenientes de :

  • CI- Contratação Inicial 
  • RR- Reserva de Recrutamento
  • BCE- Bolsa de Contratação de Escola
  • CE- Contratação de Escola


... e os termos corretos são mesmo estes, e não outros.


Não se percebe também o uso de siglas no caso de "Desistência BCE" referindo a Bolsa de Contratação de Escola e em cima o termo "Bolsa de Contratação de Escola 2014", porque não manter sempre a mesma lógica?


E poderíamos ir por aí fora, desbravando a inconsistência dos menus e submenus e a fraca capacidade comunicativa dos mesmos causando confusão e usando termos que ora permitem executar uma tarefa como outra qualquer, a título de exemplo:

Ao clicar no Menu "Horários/ Contratação" e de seguida no submenu "2014/15" temos o submenu "Candidaturas" que permite consultar as ofertas e ao clicar sobre a mesma, efetuar a candidatura.




Ao clicar no Menu "AEC" e de seguida no submenu "AEC 2014/2015" temos o submenus "ofertas" que possibilita a consulta das ofertas e ao clicar sobre a mesma efetuar a seleção que transitará para o submenu "Candidaturas" que tanto serve para consultar o estado das candidaturas como para efetuar a candidatura seleccionada anteriormente no submenu "ofertas".




E poderíamos continuar...

Não são preciosismos, mas sim rigor, lógica e uma correta articulação e hierarquização da informação, e portanto, da sua comunicação. Mas é também compreensão dos vários mecanismos dos vários concursos a que os professores têm de se sujeitar.

Chega de trapalhadas de concursos, para quando um concurso único, com uma lista única ordenada unicamente pela graduação, que sendo igual para todos e facilmente comprovável é sem dúvida a mais justa de todas.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.